Alvvays - Antisocialites

Alvvays - Antisocialites
  • Ano: 2017
  • Selo: Polyvinyl Records
  • Produção: Alec O'Hanley and John Congleton
  • # Faixas: 10
  • Estilos: Indie Pop, Dream Pop, Synthpop
  • Duração: 32:00
BBBBa

Há uma data de validade para os gêneros ou eles sempre se renovam? Mesmo que haja um debate intenso sobre o fim do Indie e sua popularidade - ou até mesmo sobre o que define este controverso gênero, ainda parece haver artistas dispostos a insistir na revitalização de tais sonoridades, fato que muitas vezes pode ser encarado como um novo estereótipo dos roqueiros que recusam a aceitar a passagem do tempo. Felizmente, Alvvays não é um desses casos e sua curta discografia pode provar isso. Seu primeiro e autointitulado disco foi uma surpreendente descoberta em um mundo de The Strokes e Arctic Monkeys, construindo uma mistura que trazia vivo um Indie Pop adolescentesco àlla The Vaccines com toques de Dream Pop. Três anos depois de sua estreia, o quarteto canadense continua sua obra, agora com uma nova abordagem dos estereótipos.

Antisocialites já traz em seu nome uma epítome do Indie: o anti-mainstream. Entretanto, o ponto crucial do disco é justamente desconstruir esta ideia de que as coisas estão separadas entre Pop e Indie, ao mesmo tempo que afirmando os lugares comuns destes gêneros. Em outras palavras, o grupo procura demonstrar em sua música, seja ela Indie, Pop ou uma mistura dos dois, o quão frágeis essas nomeações são. As dez faixas podem ser facilmente encaixadas em gêneros, mas isso não traduziria de forma eficiente o que elas representam, sempre faltando um sufixo ou prefixo para complementar os estilos musicais. Assim, a banda nos mostra canções mais maduras e com arranjos muito bem trabalhados, não se preocupando com o uso de clichês do Indie como os temas das letras, nem com as estruturas e melodias Pop.

O single In Undertow abre o trabalho com um forte Dream Pop que não economiza nos reverbs para nos dar a impressão de que estamos voando entre memórias do passado. Dreams Tonite é um dos exemplos do ótimo uso dos sintetizadores com timbragens bastante nostálgicas, principalmente datados dos anos 1980/90. Your Type é o típico Punk Indie caprichado no aspecto pegajoso dos refrões que certamente ficarão na cabeça do ouvinte. Hey, por sua vez, traz uma espécie de releitura do New Wave dos anos 80, trazendo à tona nomes como B-52’s. Already Gone é a balada definitiva do disco, principalmente pela construção de uma faixa romântica que abusa dos efeitos e barulhos para mostrar este aspecto não tão romantizado das baladas. Por fim, Forget About Life encerra este capítulo na história da banda com uma exaltação ao esquecimento dos problemas em tons soturnos e, até mesmo, hipnóticos.

Enquanto outras bandas resolvem passar pelo “teste do segundo disco” alterando sonoridades e arriscando novos elementos, Alvvays o faz reafirmando suas convicções e estereótipos, ao mesmo tempo que os ressignificando. Este é um trabalho que nos faz pensar sobre esta convicção que temos de encaixar as músicas em caixas, com uma ótima produção e arranjos.

(Antisocialites em uma faixa: Forget About Life)

Bom para quem ouve: Cold Specks , Beach House , Best Coast

Artista: Alvvays

Marcadores: Dream Pop, Synthpop, Indie Pop